Cabalgatas Valiceras

Regras da Cavalgada

Existem algumas regras que todos devemos conhecer e respeitar para poder realizar esta atividade da forma mais segura, minimizando riscos e curtindo ao máximo.

NOSSA PRIORIDADE É A SEGURANÇA EM NOSSAS ATIVIDADES

– Durante a cavalgada, jamais se afaste do grupo. Se for preciso fazê-lo, deverá pedir prévia autorização ao responsável do grupo.

– Caso um ginete fique atrás do grupo, nunca deve voltar a galope. Isto pode provocar que os cavalos que estão à frente se “espantem” e causar uma queda ou acidente a outro ginete. Cinquenta metros antes de alcançar o grupo, deverá ir a trote ou a passo e alcançar o grupo progressivamente.

– Devem ser sempre respeitadas as ordens do responsável do grupo, especialmente nas seguintes situações:

  • Para mudar de passo a trote e vice-versa. Se algum ginete precisa mudar de ritmo, fora das ordens do responsável, deve avisar com antecedência.
  • Não galopar, unicamente quando o responsável do grupo marcar um trecho permitido para o galope. Caso seja necessário, deverá avisar com antecedência.
  • No rumo, direção e passagens que o responsável do grupo marcar.

– Não é permitido portar armas durante a cavalgada.

-Não é permitido jogar lixo, desperdícios, sacolas ou papéis, de jeito nenhum, em qualquer lugar que não seja um recipiente, destinado para isso.

-Não é permitido fazer nenhum tipo de depredação do meio ambiente, levar, incomodar ou causar dano às diferentes espécies animais que se acharem na travessia.

-Não é permitido levar mochilas, nem bolsas que não couberem dentro dos alforjes que Cavalgadas Valiceras oferece aos ginetes. Caso algum ginete queira levar seus próprios alforjes, eles deverão ser aprovados pela equipe organizadora da cavalgada, bem como também se quiserem levar seus próprios arreios.

-Os alforjes devem ser cheios o mais equilibradamente possível e serão colocados nos aperos, unicamente por uma pessoa da equipe organizadora da cavalgada..

-Não é permitido montar duas pessoas sobre um cavalo, a exceção de um adulto e uma criança menor de 8 anos, que juntos não pesem mais de 100 kg.

-Devido ao tipo dos nossos cavalos e à segurança dos nossos ginetes, não possuímos a infraestrutura necessária para oferecer nossos serviços a pessoas com um peso superior aos 120 kg. Por causa disso, não será permitido montar a pessoas que ultrapassarem o referido peso.

– Crianças menores de 8 anos de idade devem ir com um adulto a seu cargo em seu cavalo (as exceções poderão ser feitas a critério do guia responsável no momento da cavalgada).

– Os menores de 18 anos de idade devem participar com um adulto a seu cargo.

-Respeitando o meio ambiente e cuidando da segurança de todos os participantes das nossas atividades, e também de aqueles que não participam, NÃO é permitido fumar em nenhuma das nossas atividades. Só será permitido, excepcionalmente nos momentos e sob as condições que o guia responsável especificar.

-Qualquer ginete que maltratar os cavalos, puser em risco sua segurança e de outros, tiver qualquer tipo de conduta inadequada para o grupo, poderá ser suspenso da cavalgada, e receberá um meio de transporte para voltar ao ponto de chegada, com um custo extra, e sem direito a reclamar nenhum tipo de devolução ou compensação econômica.

– NÃO é permitido beber álcool durante a cavalgada. Se o responsável do grupo considerar que um ginete se encontra em estado de embriaguez e, portanto, representa um perigo para ele próprio, para os outros ou para os cavalos, poderá ser suspenso do seguinte trecho da cavalgada, ou pelo resto do dia; e receberá um meio de transporte para voltar ao ponto de chegada com um custo extra, e sem direito a reclamar nenhum tipo de devolução ou compensação econômica.

  RECOMENDAÇÕES para a CAVALGADA:

-A vestimenta recomendada é:

  • Calça longa;
  • Calçado fechado (como sola de borracha o mais lisa possível; o ideal é botas de montar);
  • Camisa de manga longa;
  • Chapéu justo com cordão;
  • Agasalho (mesmo no verão, as tardes costumam ser frescas)
  • Equipe de chuva (pelo menos se a previsão meteorológica for de uma probabilidade significativa de chuva durante o tempo da cavalgada).

– Usar protetor solar durante todo o dia e repassar várias vezes (mesmo no inverno, o sol queima muito ao ar livre durante todo o dia).

-Levar água em todos os trechos da cavalgada (pelo menos uma garrafa de meio litro por pessoa), a qual não será fornecida pela empresa.

-Se você tomar alguma medicação com frequência e considerar que é possível que durante o tempo da cavalgada você precise dela, leve-a com você em todo momento.

-Se for alérgico, leve um medicamento antialérgico com você em todo momento, durante a cavalgada.

-O guia responsável, levará sempre um estojo de primeiros socorros que, unicamente será utilizado em caso de emergências. O guia não está habilitado para fornecer nenhuma medicação que não esteja amparada nos parâmetros dos primeiros socorros.

-As praias de Rocha se caracterizam por ser perigosas para banhos, por isso, sempre pergunte ao responsável do grupo se uma praia é recomendável ou perigosa demais para o banho.

– Recomenda-se que a cada parada e antes de sair do hotel vá ao banheiro, pois estaremos várias horas percorrendo praias sem disponibilidades de utilizar um banheiro. Ante uma “emergência” consulte ao responsável do grupo.

– Não leve mochilas carregadas nos ombros nem bolsas durante a cavalgada, mesmo quando se puderem amarrar nos aperos, resultam inconfortáveis depois de várias horas. O ideal é levar alforjes, os quais serão fornecidos pela empresa, mas mesmo assim, recomenda-se viajar apenas com a roupa, documentos e dinheiro.

– Almoce com moderação, pois estaremos montando também às tardes.

– Se fizer calor, use trajes de banho debaixo da roupa durante a cavalgada.

-NÃO leve joias nem objetos de valor à cavalgada.

– Caso leve celular, assegure-se de realizar as mudanças necessárias para ter sinal em Rocha

– Deixe com algum parente ou amigo, o programa da travessia, telefone e localização de Cavalgadas Valiceras, caso precisem ser contatados, mesmo quando levarem seu próprio celular.

– Deixe as chaves dos carros no hotel ou em nosso ponto de encontro em Barra de Valizas, é mais seguro que levá-las com você e correr o risco de perdê-las.

– Perante situações perigosas ou de emergência, manter a calma e seguir apenas as instruções do responsável pelo grupo.

– Caso um ginete se afaste do grupo e se perca, chame ao telefone +(598) 99 574 685. Se não vir nenhuma casa, povoado ou localidade, continue pela praia beirando o mar para o leste (o mar sempre à direita, as dunas ou o campo sempre à esquerda) até encontrar um povoado, casa ou lugar de onde seja possível fazer uma ligação. Nunca retroceda para o oeste, sempre avance para o leste.

– Em caso de extravio, os menores de 15 anos, devem em primeiro lugar, descer do cavalo e deixá-lo solto, embora o cavalo continue sozinho. Depois ficar na praia ou no caminho e esperar até que nós os busquemos.

Contato

  • Celular: +(598) 99 574 685
  • Informes: Rua Tomás Cámbre s/n, em esplanada dos pescadores e o arroio, Barra de Valizas, Rocha, Uruguai.
  • Mail: cabalgatasvaliceras@gmail.com

 

×